Um mergulho profundo num oceano cheio de vida, luz e ritmo! Nesta noite, em Espinho, vão imergir estrelas cintilantes, majestosos cavalos marinhos, águas vivas vindas da via Láctea e peixes que mais parecem cometas. A maré vai subir e ninguém vai querer perder de vista esta constelação marinha que entra como uma onda de luz em movimento pelas ruas da cidade!

Localização no mapa:

Um disco que dá o tom para um filme ou um filme que é o mote para um disco? “Misfit” é a mais recente aventura de Paulo Furtado, aka The Legendary Tigerman. De uma viagem a três (Paulo Furtado, a fotógrafa Rita Lino e o realizador Pedro Maia) pelas imagens, sons e imaginário norte-americano, nasceu o mantra de Red Sun e a guitarrada motorizada de Motorcycle Boy. Venha ouvir o deserto, o calor, o sofrimento e o prazer de viagem até ao nada, pelos olhos deste homem, MISFIT.

Localização no mapa:

Um dos rostos por de trás do selo Discotexas, Xinobi faz parte de uma geração que cresceu com a música online e a ética do “faça você mesmo”. Lançou o seu primeiro álbum em 2017 e apresentou a sua viagem do punk rock e do skate até à house music com o single “Far Away Place”. Do culto, quase clandestino, ao reconhecimento generalizado entre pares e críticos pela sua habilidade de transportar músicas incríveis para um novo universo, Xinobi é um nome cada vez mais consistente da dance-music nacional.

Localização no mapa:

Uma lenda viva da música cabo-verdiana, Pedrinho, volta aos palcos depois de completar 30 anos de carreira. É com o seu primeiro disco “ALELUIA”, recentemente reeditado pela editora Mar & Sol, que vem aquecer o clima de, precisamente, Mar & Sol que se vive em Espinho. Venha balançar ao som do reinventor da música popular de Cabo Verde que, com novos elementos e fusões de géneros, fez a diferença e acrescentou algo aos ritmos mais tradicionais.

Localização no mapa:

Mafalda Costa refugia-se em Mathilda, uma variação do germânico Mahalta de onde deriva o seu nome, para expor fragilidades, acompanhada ora por um ukulele, ora por uma guitarra eléctrica. Ao vivo, faz-se acompanhar por Diogo Alves Pinto, mais conhecido pela sua one-man band Gobi Bear, que desenvolve arranjos com percussões e guitarra. A cantautora vimaranense, vai percorrendo o seu caminho pacífico, à procura de encontrar o seu lugar neste longo conto, segura da voz, do vigor, da fantasia e da inocência tão própria da sua, recente, maioridade.

Localização no mapa:

Laetitia Sadier traz a Espinho o seu mais recente álbum “Find me Finding you”, onde transita por territórios seus conhecidos e se aproxima do seu ideal sonoro. Recortes de kraut, space rock, bossa nova, sons latinos, pop, eletrónica...tudo misturado de forma simples, impecável e com uma linguagem muito própria. Mantendo o tom político e social das suas mensagens a francesa não deixa de reafirmar, neste que é o seu 4º álbum a solo, o seu universo pessoal.

Localização no mapa:

HAĒMA é uma palavra coreana para cavalo marinho. Um peixe que é também um cavalo, com traços camaleónicos e bolsa de marsúpio, que evolui lentamente na sua curiosa postura vertical. O duo de electrónica HAĒMA conta histórias adocicadas sobre o mar e o amor, vindas de um mundo mítico onde há peixes que voam, mulheres que esperam e astros que param de girar. Trazem a Espinho o seu primeiro álbum “Preamar”.

Localização no mapa:

Jamaica… país de praia, sol e muita música!
Jamaican Yard Sound vive e respira a música jamaicana desde a Calipso, Ska, Rocksteady até ao Reggae, Dancehall…Jungle.
Selecta Blu (Alexandra Baptista) e Selecta Stevie (Álvaro Miranda) juntaram o seu amor pela música deste país e criaram Jamaican Yard. Preparem-se para uma viagem musical eloquente, quente e recheada de toda a vibe positiva e relaxante de um fim de dia de calor, ao ritmo das melhores músicas de Peter Tosh, Bob Marley, Jimmy Cliff, Alborosie…ou de Benny Page. Balançar e dançar ao ritmo da Jamaica…ATÉ AO SOL SE PÔR!!!

Localização no mapa:

O vencedor do Best Portuguese Act da MTV em 2015, estreia-se em Espinho e ... promete encher de fãs a Avenida Maia Brenha, no próximo dia 11 de Agosto. É uma das principais vozes da nova música portuguesa e depois do platinado álbum "Leva-me a Sério", AGIR traz consigo o recentemente editado álbum “NO FAME”. Num concerto imperdível, o artista que arrasta multidões por todo o pais, vai deixar ao rubro o palco da Avenida.

Localização no mapa:

Membro fundador dos Buraka Som Sistema, há muito que Riot navega entre o Drum & Bass, a música electrónica ou o Zouk Bass, género musical baseado nas sonoridades zouk das Antilhas e da kizomba de África. Se faltava uma editora ou uma noite que pudesse juntar todos estes géneros, Riot esteve lá a marcar a estreia das edições Enchufada ou a liderar a noite “Fala Baixo” no MusicBox. Em 2017 lançou o tema "Aonadê", em parceria com o irmão Miguel Pité (MGDRV) e, em 2018, foi a vez do seu primeiro grande trabalho a solo ver a luz do dia. Em Espinho, é madrugada e em formato DJ7 que Riot se apresenta!

Localização no mapa:

Ele consegue impressionar e envolver, ela seduz com a sua alegria, o público deixa-se cativar...ou será este um jogo de conquista entre os dois? Um primeiro encontro entre um casal de malabaristas virtuosos, que disputam a atenção da audiência e usam de sua técnica para a surpreender. A ver quem se rende primeiro...

Localização no mapa:

“Amami!” é uma história de amor e, como todas as histórias de amor, ela pode ser incrível, tocante, hilariante ou, mesmo, patética! Mc Fois é um homem solitário à procura do amor que nos vai tentar seduzir com as suas brincadeiras, numa linguagem universal e cheia de improvisos. O resultado já podem adivinhar qual será, certo? Um público perdidamente apaixonado!

Localização no mapa:

Inspirado pelo comediante francês Jacques Tati e pelo seu curta-metragem L’ecole du facteurs (1947), este é um espetáculo de circo e humor gestual que nos leva num jogo nostálgico “sem volta” com a cena, os objetos e o público. Um espetáculo de técnicas variadas e para todas as idades que irá despertar memórias aos mais graúdos e arrancar sorrisos dos mais miúdos.

Localização no mapa:

Baseado no conto de Jack London, o filme Presa Branca reinventa pela primeira vez este clássico para os mais pequenos, num emocionante conto de bondade, sobrevivência, humanidade e maravilhas do mundo natural. Através da animação, a história é contada do ponto de vista do lobo, na qual o nosso herói nos conduzirá numa fantástica aventura.

Localização no mapa:

Depois de cantar lado a lado com nomes como Marisa Monte, Caetano Veloso, Chico Buarque ou Milton Nascimento, foi a vez de um outro nome incontornável da música popular brasileira se cruzar com o “Fado” de Carminho: Tom Jobim. A família do compositor confiou-lhe o cancioneiro, a ultima formação de músicos que o acompanhou mergulhou, com ela, na enorme riqueza do seu acervo e o resultado foi “o que tinha de ser”, brilhante! Se a brisa de Verão de Espinho não lhe arrepiar a pele, o Tom de Carminho vai, certamente, faze-lo!

Localização no mapa:

Do Canada chega Pierrick St-Pierre, ou melhor, o Sr Banana! Ele tem como missão salvar o público do grande vilão, ou será salvar o público de todo o mal na Terra? Uma comédia física, enérgica, cheia de habilidades e cor para divertir e provocar toda a família, com um único sabor: Banan’O’Rama!

Localização no mapa:

Galardoado como melhor espetáculo de rua pela FETEN (Feira Europeia de Artes Cénicas para Crianças) e pelos Prémio Lorca, em 2018, Rojo Estándar é um espetáculo a 3600 e em constante movimento. Como disse Gustavo Bécquer “O amor é um mistério. Tudo nele são fenómenos inexplicáveis, nada tem lógica, tudo nele é vago e absurdo” e é o amor a peça chave deste espetáculo que, guiado pelo circo e pela dança, vê o seu ritmo marcado pela sua cor, o vermelho.

Localização no mapa:

Um boxer que quer ser super-horói! De capacete na cabeça, BMX nas mãos e, como não poderia deixar de ser, capa vermelha aos ombros JUMP! leva-nos para o seu mundo de poesia, humor e acrobacias. Acompanhe a preparação para este salto que será pleno de emoção!

Localização no mapa:

Com cinco álbuns editados e muitos “combates” pelo amor à música, os Linda Martini chegam à 1º década “agigantados”, como diz Henrique Amaro. Os quatro “miúdos que se tornaram adultos”, trazem a Espinho o álbum homónimo, com o retrato da rapariga que lhes emprestou o nome na capa e nove canções que nos transportam do tédio ao prazer. Do Rock ao Fado, passando pelos Fugazi e Variações, Fela Kuti e Afrobeat, Tim Maia e Funk, são os Linda Martini a ser, mais do que nunca, Linda Martini.

Localização no mapa:

Parte cabeleireiro/e barbeiro, parte curador, todo ele DJ, é um mestre a misturar cocktails apropriados (e deliciosos) de disco/house, nu-disco e electrónica. Um verdadeiro nómada musical, o seu cardápio de datas engloba não só o nosso país, como vários países Europeus e algumas cidade norte-americanas. Nome recorrente dos festivais Primavera Sound e Paredes de Coura, Mister Teaser promete vir e a Espinho estremecer a cabine pela noite fora!

Localização no mapa:

Depois de passar pelo Vodafone Mexefest, BONS SONS, NOS Alive entre muito outros, Cachupa Psicadélica vem a Espinho apresentar o seu disco de estreia «Último Caboverdiano Triste», lançado em 2017. Nascido em Cabo Verde, Lula’s cresceu num Mindelo de "rockeiros latinos", estudou nas Caldas da Rainha e encontrou-se na encruzilhada da sua Cachupa Psicadélica: "Música para fazer fotossíntese. Música das entranhas de Cabo Verde, nação cultural".

Localização no mapa:

Depois de lançar online um despretensioso Pearl, que foi passando de boca em boca até encher plateias nas principais salas de espetáculo Brasileiras, Rubel arriscou um segundo round mais refletido e, sem cair no erro de imitar o primeiro! Em Casas, o cantor e compositor carioca de 26 anos, lança-se por “mares nunca antes navegados” e chega, de forma ambiciosa e plural a um outro, igualmente bonito, lugar.

Localização no mapa:

O seu disco de estreia, "Antwerpen", lançado em 2017, foi considerado um dos melhores do ano pela grande maioria dos meios de comunicação social nacionais e nomeado para melhor disco europeu do ano. Depois de começar 2018 com a presença no festival Eurosonic, conta já com um ano recheado de concertos em mais de doze países e por festivais como NOS Alive, Paredes de Coura ou South By Southwest. Surma é Débora Umbelino e vem de Leiria, mas o que nos traz vem de locais bem mais exóticos!

Localização no mapa:

O trio de Coimbra, Joana Croker, Ricardo Jerónimo e Henrique Toscano vêm a Espinho mostrar o bom hábito que têm: criar temas simples, autênticos e imbuídos de um romantismo e sentido de humor muito próprios. Conhecidos pelo tom descontraído das suas atuações ao vivo, ouvir os Birds are Indie numa tarde de Verão ao ar livre, vai ser como estar entre amigos a cantarolar belas canções.

Localização no mapa:

Mojo Hannah e Nuno di Rosso, propõem-se a desenterrar estilos e misturá-los minuciosamente, com arte e curiosidade, abraçando a história da música com uma força gigante. Com alguns anos já percorridos, uma enorme sede de descoberta e um apego por discos dos mais raros aos mais elementares, esta dupla promete desvendar mistérios, desarmar corações e promover as mais diversas viagens do soul ao funk, passando pelo disco, hip hop ou mesmo rock psicadélico! Um fim de tarde a não perder, na Praia da Baía!

Localização no mapa:

Fundador da banda Os Azeitonas, lança-se em 2012 para um voo a solo e desde então que não nos deixa a ver navios, só aviões! Miguel Araújo é já, um incontornável nome da música pop-rock portuguesa. Exímio fabricante de canções, vem à Avenida Maia Brenha arrancar sorrisos de Miúdas, Maridos e, claro, derreter corações.

Localização no mapa: