Tó Trips dispensa já qualquer apresentação. Com os Dead Combo, assim como com a sua carreira a solo, o músico tem escrito uma das mais belas e entusiasmantes páginas da música portuguesa das últimas décadas.

Localização no mapa:

A dupla nasceu da necessidade interior de criar um diálogo, onde a expressão musical é elevada ao seu expoente mais sensível. A estadia em Berlim entre 2009 e 2013 criou-lhes um novo olhar e, com a distância, chegou a inevitável “saudade”.

Localização no mapa:

O angolano Chalo Correia vive há 26 anos em Portugal. A sua sonoridade é influenciada pelos “clássicos de Angola” de entre outros grupos musicais, Os Ngola Ritmos e essencialmente as músicas das décadas de 60 e 70. Apresenta em Espinho o seu novo disco.

Localização no mapa:

Miguel Quintão começou na rádio, desde cedo associado ao rock, pop e música eletrónica. No decurso da sua já longa carreira, tem conseguido incorporar novas tendências e enriquecido sempre o seu repertório. Atrás da mesa de mistura é rei e senhor, pelo que aguardamos uma festa à altura da folia espinhense.

Localização no mapa:

João Vieira (DJ Kitten/X-Wife) encontrou nos White Haus uma nova casa para as suas canções onde cabe a música electrónica, a pop e um concerto convite à dança. Em Espinho, apresentará o seu mais recente disco, Modern Dancing, editado em 2016.

Localização no mapa:

De 'slow' têm muito pouco e, para provar isso mesmo, espera-se um concerto acelerado e repleto de rock, folk e também blues! Vamos todos conhecer - ou rever - os Sean Riley & The Slow Riders, pois será uma noite a não esquecer.

Localização no mapa:

Miguel Quintão começou na rádio, desde cedo associado ao rock, pop e música eletrónica. No decurso da sua já longa carreira, tem conseguido incorporar novas tendências e enriquecido sempre o seu repertório. Atrás da mesa de mistura é rei e senhor, pelo que aguardamos uma festa à altura da folia espinhense.

Localização no mapa: