Uma lenda viva da música cabo-verdiana, Pedrinho, volta aos palcos depois de completar 30 anos de carreira. É com o seu primeiro disco “ALELUIA”, recentemente reeditado pela editora Mar & Sol, que vem aquecer o clima de, precisamente, Mar & Sol que se vive em Espinho. Venha balançar ao som do reinventor da música popular de Cabo Verde que, com novos elementos e fusões de géneros, fez a diferença e acrescentou algo aos ritmos mais tradicionais.

Localização no mapa:

Mafalda Costa refugia-se em Mathilda, uma variação do germânico Mahalta de onde deriva o seu nome, para expor fragilidades, acompanhada ora por um ukulele, ora por uma guitarra eléctrica. Ao vivo, faz-se acompanhar por Diogo Alves Pinto, mais conhecido pela sua one-man band Gobi Bear, que desenvolve arranjos com percussões e guitarra. A cantautora vimaranense, vai percorrendo o seu caminho pacífico, à procura de encontrar o seu lugar neste longo conto, segura da voz, do vigor, da fantasia e da inocência tão própria da sua, recente, maioridade.

Localização no mapa:

Laetitia Sadier traz a Espinho o seu mais recente álbum “Find me Finding you”, onde transita por territórios seus conhecidos e se aproxima do seu ideal sonoro. Recortes de kraut, space rock, bossa nova, sons latinos, pop, eletrónica...tudo misturado de forma simples, impecável e com uma linguagem muito própria. Mantendo o tom político e social das suas mensagens a francesa não deixa de reafirmar, neste que é o seu 4º álbum a solo, o seu universo pessoal.

Localização no mapa:

HAĒMA é uma palavra coreana para cavalo marinho. Um peixe que é também um cavalo, com traços camaleónicos e bolsa de marsúpio, que evolui lentamente na sua curiosa postura vertical. O duo de electrónica HAĒMA conta histórias adocicadas sobre o mar e o amor, vindas de um mundo mítico onde há peixes que voam, mulheres que esperam e astros que param de girar. Trazem a Espinho o seu primeiro álbum “Preamar”.

Localização no mapa:

Jamaica… país de praia, sol e muita música!
Jamaican Yard Sound vive e respira a música jamaicana desde a Calipso, Ska, Rocksteady até ao Reggae, Dancehall…Jungle.
Selecta Blu (Alexandra Baptista) e Selecta Stevie (Álvaro Miranda) juntaram o seu amor pela música deste país e criaram Jamaican Yard. Preparem-se para uma viagem musical eloquente, quente e recheada de toda a vibe positiva e relaxante de um fim de dia de calor, ao ritmo das melhores músicas de Peter Tosh, Bob Marley, Jimmy Cliff, Alborosie…ou de Benny Page. Balançar e dançar ao ritmo da Jamaica…ATÉ AO SOL SE PÔR!!!

Localização no mapa:

O vencedor do Best Portuguese Act da MTV em 2015, estreia-se em Espinho e ... promete encher de fãs a Avenida Maia Brenha, no próximo dia 11 de Agosto. É uma das principais vozes da nova música portuguesa e depois do platinado álbum "Leva-me a Sério", AGIR traz consigo o recentemente editado álbum “NO FAME”. Num concerto imperdível, o artista que arrasta multidões por todo o pais, vai deixar ao rubro o palco da Avenida.

Localização no mapa:

Membro fundador dos Buraka Som Sistema, há muito que Riot navega entre o Drum & Bass, a música electrónica ou o Zouk Bass, género musical baseado nas sonoridades zouk das Antilhas e da kizomba de África. Se faltava uma editora ou uma noite que pudesse juntar todos estes géneros, Riot esteve lá a marcar a estreia das edições Enchufada ou a liderar a noite “Fala Baixo” no MusicBox. Em 2017 lançou o tema "Aonadê", em parceria com o irmão Miguel Pité (MGDRV) e, em 2018, foi a vez do seu primeiro grande trabalho a solo ver a luz do dia. Em Espinho, é madrugada e em formato DJ7 que Riot se apresenta!

Localização no mapa: